Lance Storm discorda de quem acha excessivos os ”superkicks” que os lutadores usam em suas lutas

Os fãs da WWE e de wrestling em geral têm travado um debate bastante árduo nos últimos tempos, o de como certos movimentos são exagerados. O Superkick é a principal pauta do debate, já que praticamente todo lutador faz esse movimento como parte de seu pacote de moves no ringue.

Lance Storm comentou sobre a luta de Shawn Michaels e Shelton Benjamin no Raw em 2005, dizendo que ainda é “um dos melhores finishers de todos os tempos”, se referindo ao ”Sweet Chin Music”.

Um fã chamou a atenção de Lance Storm dizendo: “Sem desrespeito a ninguém que ainda usa o superkick como finalizador, mas é tão comum ver isso várias vezes em uma luta e os lutadores nem mesmo fazem o seeling. Tempos diferentes, resultados diferentes, mas do ponto de vista do consumidor, se o superkick não consegue desacelerar uma luta, é difícil vê-lo terminar uma. ”

Storm então falou sobre como os lutadores do UFC podem acertar vários socos e nenhum deles é um nocaute até que alguém finalmente faça o trabalho.

”Ainda assim, no UFC (uma luta real) você pode ver 100 socos certos acertando em uma luta que não é um “final” e então uma mão direita nocauteia um cara e é”.

A resposta de Lance Storm recebeu alguns elogios, pois faz sentido para a situação. É difícil discordar que os fãs veem o Superkick o tempo todo, mas nem sempre é o finalizador. Então, novamente, a maioria dos golpes na “luta real” também não traz um nocaute.

ABRIR COMENTÁRIOS