Mark Andrews: “Dói que eu tenha sido liberado duas semanas antes do show da WWE no Welsh Stadium”

Em 18 de agosto, Mark Andrews foi liberado pela WWE.

A liberação ocorreu após a WWE anunciar que o NXT UK seria encerrado e reiniciaria como NXT Europe em 2023. Andrews é um ex-NXT UK Tag Team Championship ao lado de Flash Morgan Webster.

Falando em seu podcast My Love Letter to Wrestling, Andrews refletiu sobre sua saída da empresa.

“Você basicamente ficou lá esperando por uma ligação. Foi uma grande ligação em grupo onde foi meio que insinuado que algumas pessoas poderiam estar perdendo seus empregos. Então, o bate-papo em grupo de meninos, um por um, ‘Fui liberado’. ‘Eu também’. ‘Eu também’. A coisa é, quando se trata de ser um lutador profissional, especialmente quando você está trabalhando como uma empresa maior como a WWE, você espera essas coisas. Eu lembro que Drake Maverick me mandou uma mensagem anos atrás quando eu assinei com a TNA, ‘Não é o que você faz, é o que você economiza’. Essa deve ser a sua mentalidade de ser um lutador profissional porque essas coisas acontecem. O mesmo com o futebol americano, eles são convocados e podem ser dispensados. É meio que a natureza do negócio. Isso é algo para o qual estou preparado. Foram inúmeras ocasiões nos últimos seis anos trabalhando para a empresa em que senti que ia ser dispensado. Esta realmente me surpreendeu. Todas as outras vezes, ‘estamos de saída’. Este aqui, ‘Ah, duas semanas antes do grande show galês? Esse é um momento estranho. Certamente isso deveria ter sido há um ano”, disse ele com uma risada.

A WWE está marcada para realizar o Clash at the Castle no sábado, 3 de setembro, em Cardiff, País de Gales. Andrews é de Cardiff e estava ansioso pela possibilidade de lutar no Principality Stadium.

“Essa é a parte que dói. Genuinamente, eu não tenho muito… não sinto má vontade da empresa por deixar muitos de nós irem. O NXT UK está terminando, há um período de tempo entre o NXT UK e NXT Europe, eu vejo porque faz sentido, mas dói que faltam duas semanas para o único show em estádio no País de Gales acontecer, o maior show da história britânica. Para realmente colocar isso em perspectiva, não é apenas, — Ah, somos galeses. Para mim, já lutei em todos os outros locais de Cardiff. Esse seria o único a sair da lista. Acho que é aí que fica um pouco confuso. Eu, Flash (Morgan Webster), Wild Boar e Eddie (Dennis), somos amigos muito próximos fora do wrestling. Todos nós dissemos há um ano, ‘se algum de nós conseguir isso, isso é a coisa mais importante’. Minha única esperança agora é o grande retorno de Tegan Nox. Se isso acontecer, será redimido de alguma forma. Esta foi uma grande oportunidade para o País de Gales, para a luta livre galesa e por todos os anos em que trabalhamos. Todos os anos em que trabalhamos, no País de Gales, teria sido exuberante se um de nós pudesse ter o momento de ser comemorado. Ser liberado, eu aguento, é o negócio do wrestling, você só tem que aceitar. O show galês, isso é algo que pode não acontecer novamente e é a primeira vez que está acontecendo. Essa é a parte que dói”, disse ele.

Tegan Nox foi liberada pela WWE em novembro de 2021 e permaneceu como agente livre devido a problemas de visto.

ABRIR COMENTÁRIOS