AEW e Tony Khan estão na mira do FBI

O presidente da AEW, Tony Khan, conhecido por estar à frente do booking da empresa, tem enfrentado reações mistas da comunidade do pro-wrestling. Recentemente, a controvérsia ganhou um novo capítulo quando um fã reportou a AEW ao FBI, acusando a companhia de incitar o doxing.

O tribalismo no pro-wrestling tem sido intenso nos últimos anos, e a toxicidade atingiu um ponto em que o usuário do X, Technibility, alegou ser vítima e denunciou a AEW por supostamente encorajar seus fãs a praticarem doxing, expondo informações e dados privados de indivíduos.

Technibility anunciou nas redes sociais que havia registrado uma queixa junto ao FBI, afirmando que a AEW, sob a liderança de Khan, incentivou sua base de fãs a se envolver em doxing, sem que a empresa tomasse medidas para coibir tal comportamento.

“Eu sou uma das muitas vítimas de doxing na internet, encorajado pela All Elite Wrestling, LLC, de propriedade de Tony Khan, seus funcionários, consumidores e subsidiárias”, declarou Technibility em sua queixa.

Apesar das graves acusações, Technibility acabou deletando sua conta no X após registrar a queixa. É improvável que Khan aborde publicamente essas alegações.

A situação evidencia os níveis extremos de toxicidade e tribalismo presentes no mundo dos fãs de pro-wrestling atualmente. Resta saber se isso terá ramificações legais para a AEW, mas destaca uma tendência preocupante dentro da comunidade.

ABRIR COMENTÁRIOS