Bryan Danielson: “Mesmo que eu tenha vencido, talvez Zack Sabre Jr seja o melhor lutador técnico do mundo”

Bryan Danielson: "Mesmo que eu tenha vencido, talvez Zack Sabre Jr seja o melhor lutador técnico do mundo"

está grato por ter feito uma ótima luta em Seattle, mas não se sentiu satisfeito após a vitória no .

Bryan Danielson derrotou no AEW WrestleDream em 1º de outubro. A luta foi uma batalha entre dois homens que são amplamente vistos como os melhores lutadores técnicos do mundo. Danielson venceu a luta via pinfall, mas os fãs já especulam sobre uma possível revanche.

A AEW postou um vídeo em que Danielson falou sobre a luta. Ele descreveu com emoção como ter uma grande luta em sua cidade natal, Seattle, significou muito para ele. Danielson observou que embora tenha vencido, ficou chateado, pois não se sentia o melhor lutador técnico do mundo, mesmo depois de vencer. Ele admitiu que Sabre Jr pode ser o melhor lutador técnico do mundo, mas a estrela da não luta com o mesmo coração e alma.

“Esse é o tipo de luta que desejei durante toda a minha carreira. Em Seattle, na frente dos fãs da minha cidade natal. Nunca, em toda a minha carreira, lutei assim na frente dessas pessoas. Estou muito grato e feliz por ter conseguido fazer isso contra uma pessoa tão boa quanto Zack. Mas também estou um pouco chateado, para ser honesto. Porque entrei nessa luta pensando que no final da luta descobriríamos quem era o melhor lutador técnico do mundo. Saímos daquela luta e, de alguma forma, mesmo tendo vencido, não me sinto o melhor lutador técnico do mundo. Mal consigo mover minha mão. Para eu vencer Zack Sabre Jr, tive que nocauteá-lo. Então agora estou começando a pensar que talvez ele seja o melhor lutador técnico do mundo. Talvez ele seja. Mas o problema é o seguinte. Ofereci-me para apertar sua mão no final da luta e ele recusou. Então talvez, e não teremos certeza, talvez ele seja um lutador técnico melhor. Mas aqui está o que eu sei com certeza. Ele não pode lidar comigo. Ele não aguenta comigo. Ele não tem o coração que eu tenho. Ele não tem as pernas que eu tenho. Ele não tem a alma que eu tenho para ir lá e competir. Talvez seja por isso que fui forçado a me aposentar antes. Talvez seja por isso que estou no final da minha carreira. Talvez seja por isso que ele nunca sofreu uma lesão em toda a sua carreira. É porque ele joga de forma inteligente e não luta com toda a alma. Sim, e minha carreira pode terminar mais cedo por causa disso. Mas adivinhe? Você ganha uma vida e é assim que eu quero viver”, disse Danielson.