Dave Meltzer: AEW ainda não é lucrativa mesmo após cinco anos

Apesar de se consolidar como a segunda maior empresa de Pro Wrestling, a AEW ainda não obteve lucro, mesmo após cinco anos de sua fundação. O próprio Tony Khan já abordou esse assunto anteriormente.

A pandemia de COVID-19 impactou a receita da empresa, impedindo a presença de fãs em seus shows. No entanto, a AEW diversificou suas fontes de renda, indo além dos eventos ao vivo.

Dave Meltzer, do Wrestling Observer Newsletter, comentou recentemente sobre a situação, observando que esse fato prejudicou a imagem de Khan e da AEW. Ele também mencionou que o segundo contrato de TV da empresa pode ter sido crucial para sua sobrevivência durante a pandemia.

“Se eles teriam sobrevivido à pandemia sob o antigo acordo é uma questão, mas, na verdade, houve momentos durante a pandemia em que a empresa foi lucrativa devido ao novo acordo. Mas, no geral, acredita-se que a empresa ainda não tenha obtido lucro. No final de 2022, a expectativa era que 2023 fosse lucrativo. Muito provavelmente, devido ao jogo não ter sido um sucesso financeiro, isso não aconteceu. Mesmo após o terceiro acordo, para o Collision, e dando à WBD exclusividade em toda a programação da AEW (eliminando os shows de streaming) e a WBD escolhendo a opção por um quinto ano com um grande aumento nos direitos do Dynamite, Khan não indicou que 2024 será lucrativo,” revelou Meltzer.

ABRIR COMENTÁRIOS