Investigação federal sobre Vince McMahon se expande para WWE e John Laurinaitis

Após a ex-funcionária da WWE, Janel Grant, entrar com um processo de 67 páginas contra Vince McMahon, alegando abuso e exploração sexual, a investigação federal sobre McMahon se expandiu para incluir a WWE e o ex-chefe de Relações com Talentos da WWE, John Laurinaitis.

O Deadline recentemente informou que o Gabinete do Procurador dos EUA para o Distrito Sul de Nova York apresentou material ao tribunal federal sobre a investigação em andamento. Esta é a primeira vez que Laurinaitis ou a WWE são mencionados como alvos da investigação federal.

De acordo com Grant, Laurinaitis foi um dos homens recrutados por McMahon para fazer sexo com ela regularmente, com e sem a presença de McMahon. Grant também alegou que foi instruída a criar “conteúdo explícito” para Laurinaitis. As acusações contra Laurinaitis incluem inflição intencional ou negligente de sofrimento emocional, agressão civil e violação da Lei de Proteção às Vítimas de Tráfico e Violência de 2000.

A notícia da expansão da investigação federal ocorre após o Gabinete do Procurador dos EUA para o Distrito Sul de Nova York apresentar um aviso de comparecimento no caso de Grant. Como resultado, o processo de Grant foi suspenso em conformidade com uma investigação não pública, com a cooperação de Grant e seu advogado.

ABRIR COMENTÁRIOS