The Undertaker diz que seu corpo o impede de voltar a lutar

Apesar do desejo profundo de continuar lutando, The Undertaker, integrante do WWE Hall of Fame, entende que isso já não é possível. Sua ilustre carreira de 30 anos terminou com uma despedida final no Survivor Series 2020.

A transição para a aposentadoria tem sido um desafio para o “Deadman”, como ele revelou em uma entrevista com Chris Van Vliet no Insight. Ele admitiu ter tido problemas durante os shows da WWE, particularmente no Royal Rumble deste ano, onde saiu mais cedo devido a um conflito interno por não estar no ringue.

“Tenho lutado desde que me aposentei para estar em shows ao vivo. Estive no Rumble deste ano, porque tive um show do ‘1deadMan’ em Clearwater. Fiquei para dormir, estava no Rumble e, quando terminou o primeiro combate, já tinha ido embora. Porque internamente minha mente me diz: ‘Você deveria estar se preparando. Deveria estar lá.’ Não diria ansiedade, mas sinto que não posso suportar.”

Tenho tanta vontade de estar lá. Quero continuar lutando, mas obviamente meu corpo se desfez, está quebrado, e o tempo não perdoa. Nunca quis ser uma paródia de mim mesmo e realmente corri esse risco no final, como a luta que tive com Goldberg na Arábia Saudita. Deveria ter percebido minhas limitações. Deveria ter sido inteligente o suficiente para me adaptar e não tentar ir onde estava indo.”

Apesar dos desafios da aposentadoria, The Undertaker encontrou consolo ao participar brevemente na luta de Roman Reigns contra Cody Rhodes na WrestleMania XL. Seu legado como um dos maiores ícones do Pro Wrestling continua incrível, um testemunho de sua carreira incomparável e seu impacto duradouro na indústria.

ABRIR COMENTÁRIOS