The Undertaker comenta sobre Attitude Era e Corporate Ministry

O WWE Hall of Famer, The Undertaker, falou sobre a Corporate Ministry, uma junção da The Corporation e The Ministry of Darkness, em um podcast exclusivo do Patreon de perguntas e respostas.

“Quanto eu posso realmente reclamar nessa situação? Mas eu não gostei. Achei que assim que se tornou Corporate Ministry, tudo ficou diluído e deixou de ser divertido. Então, sim, isso foi o começo do fim naquele momento.”

The Undertaker também mencionou que a equipe estava explorando temas polêmicos, como religião, e recebia muitas críticas pelo conteúdo apresentado. “Estávamos realmente forçando os limites, tocando em religião e outros aspectos diferentes. Recebíamos muitas cartas de ódio pelo que estávamos fazendo, mas quando virou Corporate Ministry, com 20 pessoas lá… [A nWo] é um ótimo exemplo de onde isso terminou, sabe? Não teve um grande resultado, na minha opinião. Foi apenas meio blegh.”

A The Corporation era liderado por Vince McMahon e representava a autoridade e o poder corporativo da WWE. The Corporation era formada por lutadores de elite e figuras executivas, incluindo Shane McMahon, The Rock, Ken Shamrock, Big Boss Man, e outros que representavam os interesses empresariais de McMahon nas histórias da empresa.

ABRIR COMENTÁRIOS