Tony Khan revela dificuldades da AEW em enviar lutadores para o NJPW Wrestle Kingdom 17

A AEW e a New Japan Pro-Wrestling se uniram recentemente para co-produzir o histórico evento Forbidden Door. A AEW forneceu à NJPW seus melhores nomes, como Chris Jericho e Jon Moxley.

Muitos fãs esperam ver os lutadores da AEW no NJPW Wrestle Kingdom 17 em 4 de janeiro de 2023, dado o crescimento da parceria entre as duas empresa. Tony Khan discutiu recentemente as dificuldades enfrentadas pelas estrelas da AEW em chegar do Japão para o AEW All Out, no Wrestling Observer Radio antes do evento.

Um desafio este ano que teremos que ficar de olho é que o WK é em uma quarta-feira. Isso te prejudica na sexta-feira porque você pode manter o show de quarta-feira forte, mas você perde quatro grandes estrelas e isso pode te machucar no de sexta-feira. Eu realmente quero reconstruir o show de sexta-feira. Não estou empolgado com isso, mas farei o possível para apoiá-los porque eles são nossos parceiros, mas também não posso enviar todos para lá. Se fosse no fim de semana, mandaria a casa porque esse é o tipo de parceiros que somos. É um relacionamento muito bom porque já conversamos sobre isso, mas temos que fazer o Dynamite e uma boa chance de que talvez o Rampage seja gravado naquele dia.

A edição de 2020 do Wrestle Kingdom contou com Chris Jericho, o atual campeão da AEW,  enfrentando Hiroshi Tanahashi. A frase “Forbidden Door” foi usada na preparação para esta luta, quando Tanahashi prometeu visitar a AEW se derrotasse Jericho. O título IWGP US foi conquistado por Jon Moxley no mesmo evento sobre Lance Archer.

Depois de ser espalhado por duas noites nos três últimos anos, o Wrestle Kingdom 17 acontecerá novamente em uma noite.

ABRIR COMENTÁRIOS