Ex-escritora da WWE processa a empresa por demissão após se recusar a criar personagens com esteriótipos raciais

vince mcmahon 2

A ex-escritora da , Britney Abrahams, entrou com uma ação de 31 páginas no Tribunal Distrital dos Estados Unidos para o Distrito Leste de Nova York contra a WWE, , e outros executivos da empresa, alegando que ela foi discriminada e demitida por se opor ao “jargão ofensivamente racista e estereotipado” em roteiros para estrelas negras.

Abrahams explica que, após sua denúncia, os réus aumentaram a intensidade de sua conduta discriminatória, inclusive sujeitando deliberadamente a ela a uma série de proposições racistas. Uma dessas propostas que a preocupou, foi com , com a ideia de vesti-lo totalmente como uma drag “com peruca e meia-calça” para fazer parceria com em lutas na divisão feminina.

No entanto, Andrea Listenberger, que trabalhou na equipe criativa, apontou a natureza negativa da ideia, assistir a um homem negro heterossexual travestido poderia perpetuar estereótipos nocivos que ofenderiam os telespectadores, então a WWE desistiu da ideia. Deve-se notar que o pitch não teria sido o primeiro personagem cross-dressing da WWE nos tempos modernos, já que interpretou sua “irmã” Santina por um período de tempo em 2009.