Revelado possível motivo para a curta duração da Nigerian Drum Fight

Na segunda noite da WrestleMania 37, Big E defendeu seu Intercontinental Championship contra Apollo Crews em uma Nigerian Drum Fight. A luta acabou sendo muito curta e Crews venceu com a ajuda do Comandante Azeez.

Muitos fãs ficaram desapontados com a curta duração da luta. Ao falar com After The Bell, Big E falou sobre a Nigerian Drum Fight e defendeu sua curta duração, afirmando que ele e Apollo fizeram o que tinham que fazer.

Big E acrescentou que bater um no outro com bastões de kendo por 25 minutos não teria sido a melhor decisão para nenhum dos competidores.

“Se fizéssemos isso por 25 minutos, seu filho estaria sofrendo. Mas, eu me sinto bem, cara. Ele estava me cansando com aquele bastão de Kendo de verdade. Pouco antes de ele me colocar na mesa, eu estava me enrolando como uma bola para me proteger porque aqueles bastões de kendo, quando as pessoas perguntam: ‘Ei, como é?’ Não há como me acostumar, fui atingido com um Kendo stick muitas vezes, mas a coisa dói, cara. Não há nada igual no que fazemos.”

“Pelo que nos foi dado, eu sinto que fizemos nossas coisas. Eu sinto que trouxemos a intensidade. É uma daquelas coisas em que você sempre deseja que seria ótimo ser o evento principal e ter 25 minutos e simplesmente massacrá-lo e colocar um clássico que as pessoas não conseguiriam parar de falar. Mas, eu sinto que fizemos nosso trabalho. Eu realmente sinto que fizemos nosso trabalho.”

“Nós trouxemos o máximo e me sinto bem com isso. É engraçado, eu conversei com Kofi (Kingston) e (Xavier) Woods, eu tive tantas Manias onde eu tive essa sensação de naufrágio depois, meio que me decepcionou. Eu sempre falo sobre a época em que hospedamos a WrestleMania como um dos momentos que não foi assim, onde eu saí com uma sensação muito boa e como, ‘Cara, nós éramos parte de algo legal.’ Esta Mania para mim, Eu sinto que, por vários motivos, me sinto assim também.”

ABRIR COMENTÁRIOS